Por Instituições Privadas de Ensino Superior e Escolas Técnicas de Nível Médio

PRONATEC
Oferta de Cursos Técnicos Subsequentes

<number>

<number>

PRONATEC
Oferta de Cursos Técnicos Subsequentes

<number>

<number>

<number>

<number>

 

Público-alvo para Cursos Técnicos Subsequentes

FAIXA ETÁRIA

POPULAÇÃO

POPULAÇÃO COM ENSINO MÉDIO FORA DA ESCOLA

18 a 24 anos

22.497.453

7.625.457

18 anos

3.315.464

757.779

19 anos

3.155.105

981.062

20 anos

3.089.962

1.067.454

21 anos

3.123.754

1.151.799

22 anos

3.260.583

1.234.833

23 anos

3.302.554

1.210.324

24 anos

3.250.031

1.222.206

LibreOffice/7.2.2.2$Linux_X86_64 LibreOffice_project/02b2acce88a210515b4a5bb2e46cbfb63fe97d56

;

Matrículas em Cursos Técnico no Brasil

 

FAIXA ETÁRIA

POPULAÇÃO

POPULAÇÃO COM ENSINO MÉDIO FORA DA ESCOLA

18 a 24 anos

22.497.453

7.625.457

18 anos

3.315.464

757.779

19 anos

3.155.105

981.062

20 anos

3.089.962

1.067.454

21 anos

3.123.754

1.151.799

22 anos

3.260.583

1.234.833

23 anos

3.302.554

1.210.324

24 anos

3.250.031

1.222.206

LibreOffice/7.2.2.2$Linux_X86_64 LibreOffice_project/02b2acce88a210515b4a5bb2e46cbfb63fe97d56

;

Matrículas em Cursos Técnico no Brasil

 

18 anos

3.315.464

757.779

19 anos

3.155.105

981.062

20 anos

3.089.962

1.067.454

21 anos

3.123.754

1.151.799

22 anos

3.260.583

1.234.833

23 anos

3.302.554

1.210.324

24 anos

3.250.031

1.222.206

LibreOffice/7.2.2.2$Linux_X86_64 LibreOffice_project/02b2acce88a210515b4a5bb2e46cbfb63fe97d56

;

Matrículas em Cursos Técnico no Brasil

 

LibreOffice/7.2.2.2$Linux_X86_64 LibreOffice_project/02b2acce88a210515b4a5bb2e46cbfb63fe97d56

;

Matrículas em Cursos Técnico no Brasil

 

 

1. O número de matrículas em cursos técnicos no país está aumentando mas a oferta está bem aquém do público-alvo disponível.

<number>

<number>

 
  • O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) foi criado pelo Governo Federal, em 2011, com objetivos de: 

    • ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica. 

    • ampliar e diversificar a oferta de educação profissional e tecnológica gratuita no país; 

    • integrar programas, projetos e ações de formação profissional e tecnológica; 

    • democratizar as formas de acesso à educação profissional e tecnológica para públicos diversos. 

2. O Pronatec vem como resposta do governo para ampliar a oferta de cursos técnicos.

<number>

<number>

  • O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) foi criado pelo Governo Federal, em 2011, com objetivos de: 

    • ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica. 

    • ampliar e diversificar a oferta de educação profissional e tecnológica gratuita no país; 

    • integrar programas, projetos e ações de formação profissional e tecnológica; 

    • democratizar as formas de acesso à educação profissional e tecnológica para públicos diversos. 

2. O Pronatec vem como resposta do governo para ampliar a oferta de cursos técnicos.

<number>

<number>

2. O Pronatec vem como resposta do governo para ampliar a oferta de cursos técnicos.

<number>

<number>

2. O Pronatec vem como resposta do governo para ampliar a oferta de cursos técnicos.

<number>

<number>

 

Programa Nacional de Acesso Técnico e Emprego

3. O pronatec está sendo desenvolvido por meio de 6 iniciativas; na apresentação focaremos nas duas de interesse para a audiência.

<number>

<number>

 

Bolsa-Formação

  • Como funciona  

  • Novas formas de oferta 

  • Processo para oferta de cursos  técnicos subsequentes 

<number>

<number>

  • Como funciona  

  • Novas formas de oferta 

  • Processo para oferta de cursos  técnicos subsequentes 

<number>

<number>

  • Como funciona  

  • Novas formas de oferta 

  • Processo para oferta de cursos  técnicos subsequentes 

<number>

<number>

 

Como funciona a oferta de cursos por meio da Bolsa-Formação?

4. Como atualmente funciona a oferta de cursos por meio da Bolsa-Formação;

<number>

<number>

 

Bolsa-Formação – Novas Modalidades de Oferta
(Lei 12.816 de 05/06/2013)

  1. 1..Técnico Subsequente: oferta de cursos técnicos na forma subsequente para egressos do ensino médio. 

    • Ofertas pelas redes públicas (federal e estaduais) e serviços nacionais de aprendizagem 

    • Incorporação de instituições privadas, devidamente habilitadas, à rede ofertante. 

    • Processo de seleção unificada, utilizando resultados do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM.          

  1. 2..Técnico Integrado: oferta de cursos técnicos nas formas integrada e concomitante na modalidade EJA – Educação de Jovens e Adultos. 

5. A oferta de cursos técnicos concomitantes ainda não foi suficiente para suprir as demandas. Por esta razão amplia-se as formas de oferta possíveis no âmbito da Bolsa-Formação.

<number>

<number>

  1. 1..Técnico Subsequente: oferta de cursos técnicos na forma subsequente para egressos do ensino médio. 

    • Ofertas pelas redes públicas (federal e estaduais) e serviços nacionais de aprendizagem 

    • Incorporação de instituições privadas, devidamente habilitadas, à rede ofertante. 

    • Processo de seleção unificada, utilizando resultados do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM.          

  1. 2..Técnico Integrado: oferta de cursos técnicos nas formas integrada e concomitante na modalidade EJA – Educação de Jovens e Adultos. 

5. A oferta de cursos técnicos concomitantes ainda não foi suficiente para suprir as demandas. Por esta razão amplia-se as formas de oferta possíveis no âmbito da Bolsa-Formação.

<number>

<number>

 

Bolsa-Formação Estudante - Oferta de Técnico Subsequente

6.  Público-alvo e forma de pagamento para a oferta de cursos técnicos pelas instituições privadas.

<number>

<number>

 

Regulamentação da Oferta de Cursos Técnicos Subsequentes

  • Pronatec 

7. A legislação na qual estas novas formas de oferta estão regulamentadas.

<number>

<number>

  • Pronatec 

7. A legislação na qual estas novas formas de oferta estão regulamentadas.

<number>

<number>

 

O que as instituições privadas precisam para se tornar ofertantes no âmbito do Pronatec/Bolsa-Formação?

  • Instituições de Ensino Superior 

    • Habilitação 

      • Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC) igual ou superior a três; 

    • Atuação 

      • Cursos técnicos subsequentes relacionados aos cursos superiores da instituição, que possuem conceito preliminar de curso (CPC) maior ou igual a 3 e que são considerados prioritários para o Pronatec. 

  • Instituições de Ensino Técnico 

    • Habilitação 

      • A instituição deve estar cadastrada no SISTEC; 

      • Apresentar, nos dois anos anteriores, 100 ingressantes e 50 concluintes; 

      • Avaliação in loco realizada por comissão de habilitação de Instituto Federal; 

    • Atuação 

      • Cursos técnicos subsequentes autorizados pelos conselhos estaduais de educação e considerados prioritários para o Pronatec. 

8. Como as instituições privadas podem ser ofertantes de cursos técnicos no âmbito da Bolsa-Formação.

<number>

<number>

  • Instituições de Ensino Superior 

    • Habilitação 

      • Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC) igual ou superior a três; 

    • Atuação 

      • Cursos técnicos subsequentes relacionados aos cursos superiores da instituição, que possuem conceito preliminar de curso (CPC) maior ou igual a 3 e que são considerados prioritários para o Pronatec. 

  • Instituições de Ensino Técnico 

    • Habilitação 

      • A instituição deve estar cadastrada no SISTEC; 

      • Apresentar, nos dois anos anteriores, 100 ingressantes e 50 concluintes; 

      • Avaliação in loco realizada por comissão de habilitação de Instituto Federal; 

    • Atuação 

      • Cursos técnicos subsequentes autorizados pelos conselhos estaduais de educação e considerados prioritários para o Pronatec. 

8. Como as instituições privadas podem ser ofertantes de cursos técnicos no âmbito da Bolsa-Formação.

<number>

<number>

  • Instituições de Ensino Técnico 

    • Habilitação 

      • A instituição deve estar cadastrada no SISTEC; 

      • Apresentar, nos dois anos anteriores, 100 ingressantes e 50 concluintes; 

      • Avaliação in loco realizada por comissão de habilitação de Instituto Federal; 

    • Atuação 

      • Cursos técnicos subsequentes autorizados pelos conselhos estaduais de educação e considerados prioritários para o Pronatec. 

8. Como as instituições privadas podem ser ofertantes de cursos técnicos no âmbito da Bolsa-Formação.

<number>

<number>

 

Como as instituições privadas são habilitadas no Pronatec?

  • Instituições de Ensino Superior 

    1. 1..Com o certificado digital (e-CNPJ), usado para acesso ao e-MEC, a mantenedora deve acessar o link de habilitação* 

    2. 2..Selecionar, para cada IES, os cursos técnicos - correlatos aos superiores com CPC>=3 - que serão ofertados 

    3. 3..Assinar digitalmente Termo de Adesão à Bolsa-Formação 

  • Instituições de Ensino Técnico 

    1. 4..No SISTEC, acessar a aba Habilitação Pronatec 

    2. 5..Solicitar habilitação preenchendo: 

      • Dados da mantenedora e do representante legal 

      • Caracterização da UE – Cursos e Matrículas 

      • Corpo dirigente 

      • Corpo docente  

      • Estrutura Curricular 

    1. 2..Aguardar Resultado  

9. Como as instituições privadas são habilitadas no Pronatec?

<number>

<number>

  • Instituições de Ensino Superior 

    1. 1..Com o certificado digital (e-CNPJ), usado para acesso ao e-MEC, a mantenedora deve acessar o link de habilitação* 

    2. 2..Selecionar, para cada IES, os cursos técnicos - correlatos aos superiores com CPC>=3 - que serão ofertados 

    3. 3..Assinar digitalmente Termo de Adesão à Bolsa-Formação 

  • Instituições de Ensino Técnico 

    1. 4..No SISTEC, acessar a aba Habilitação Pronatec 

    2. 5..Solicitar habilitação preenchendo: 

      • Dados da mantenedora e do representante legal 

      • Caracterização da UE – Cursos e Matrículas 

      • Corpo dirigente 

      • Corpo docente  

      • Estrutura Curricular 

    1. 2..Aguardar Resultado  

9. Como as instituições privadas são habilitadas no Pronatec?

<number>

<number>

  • Instituições de Ensino Técnico 

    1. 4..No SISTEC, acessar a aba Habilitação Pronatec 

    2. 5..Solicitar habilitação preenchendo: 

      • Dados da mantenedora e do representante legal 

      • Caracterização da UE – Cursos e Matrículas 

      • Corpo dirigente 

      • Corpo docente  

      • Estrutura Curricular 

    1. 2..Aguardar Resultado  

9. Como as instituições privadas são habilitadas no Pronatec?

<number>

<number>

 

Oferta de Cursos Técnicos Subsequentes por Instituições Privadas

11. O processo completo de oferta de cursos técnicos subsequentes por instituições privadas

<number>

<number>

 

FIES Técnico e Empresa

  • Como funciona  

  • Quem pode participar 

  • Financiamento e Taxa de Juros 

12. FIES Técnico

<number>